Estudo Varicocelo 2009

Qual é o papel do varicocelo na fertilidade masculina?

“Os micronutrientes são uma alternativa de tratamento para a fertilidade masculina em situações de varicocelo sub-clínico”

Aproximadamente 15-20% dos adultos do sexo masculino têm varicocelo. Em homens com fertilidade primária essa taxa aumenta para 40%, em homens com infertilidade secundária, ou seja, a infertilidade anterior e atual, esta taxa aumenta até aos 70% (ASRM: Comité de Prática 2006). O mecanismo exato para o efeito negativo do varicocelo na qualidade do esperma ou em última análise da capacidade reprodutiva, não foi conclusivamente estabelecido, e o tratamento adequado e a sua indicação ainda são objeto de discussão.

Varicocelo e o Stresse Oxidativo

As abordagens fisiopatológicos e de tratamento mais importantes indicam altos níveis de stresse oxidativo nos testículos dos homens com varicocelo. Tem sido estabelecido que os doentes com varicocelo têm um desequilíbrio entre as espécies de oxigénio reativas e a capacidade antioxidante, bem como uma suspeita de inadequada biossíntese de coenzima Q10 antioxidante; ambas são as causas principais de danos oxidativos. Estas manifestam-se em especial nas membranas das células com uma elevada quantidade de ácidos gordos insaturados, tais como as membranas dos espermatozóides.

Como é tratado o varicocelo?

Tal como o tratamento cirúrgico ou intervencional, o tratamento com micronutrientes representa o mais recente tratamento de subfertilidade e infertilidade em doentes com varicocelo. Embora os micronutrientes antioxidantes sejam muitas vezes utilizados com bons resultados em homens com infertilidade idiopática, eles ainda são relativamente inexplorados como opção de tratamento para homens com varicocelo. A abordagem tradicional em situações de varicocelo seria melhorar a situação, através da redução da inflamação e do stresse oxidativo com anti-inflamatórios não esteróides (AINE), assim como com substâncias antioxidantes tais como a vitamina E, a glutationa e coenzima Q10. A utilização de L-carnitina e acetil L-carnitina, ambas as quais essenciais para o transporte de ácidos gordos, quer isoladamente ou em combinação com fármacos anti-inflamatórios, parece ser também uma opção terapêutica viável. Até à data tem sido limitada a investigação do uso terapêutico de micronutrientes, tais como zinco, selénio, ácido fólico, etc., relativamente ao varicocelo, no entanto conduziu a uma melhoria significativa, quando tomados em combinação com antioxidantes.

Desenho do estudo

Neste estudo, no Centro de Fertilidade na Clínica Médica Internacional em Viena (Áustria), após a exclusão de infeções, alterações hormonais, aspermia, 55 homens (idades: 18-43; idade média de 32) com varicocelo subclínico (classificação OMS 0,1), dois espermogramas anormais (pelo menos com um mês de intervalo) e infertilidade há mais de dois anos (média de 2,7 anos), foi administrado uma combinação de micronutrientes (PROfertil®), contendo L-carnitina, L-arginina, a vitamina E, ácido fólico, zinco , selénio, glutationa, coenzima Q10 ao longo de um período de três meses.
Estudo Varicocelo 2009

Resultados do Estudo

Detalhe dos resultados do estudo

Os micronutrientes são uma alternativa ao tratamento de infertilidade masculina em casos de varicocelo subclínico 25. A avaliação pós tratamento demostrou uma melhoria significativa de todos os parâmetros espermáticos e uma taxa de gravidez de 41,18%.

Conclusão:

O tratamento com micronutrientes parece ser uma opção para a melhoria da qualidade do esperma e consequente aumento da fertilidade, particularmente em homens com varicocelo subclínico ou de baixo grau, para aqueles em que o tratamento cirúrgico ou intervencional ou não são indicados ou em que os riscos superam os benefícios.