Causas externas de infertilidade

 

Causas externas de infertilidade
Nutrição

Alimentos

Os estudos demonstram que a fruta e os vegetais que consumimos hoje em dia, contêm muito menos vitaminas. As principais razões para esta situação são as seguintes:
A qualidade dos alimentos tem-se deteriorado devido à agricultura intensiva.
Muitos alimentos, que anteriormente eram amplamente disponíveis e que continham um nível elevado de vitaminas, já não estão disponíveis.
Referência: Guidelines on food fortification with micronutrients by Lindsay Allen et al. World Health Organization and Food and Agriculture Organization of the United Nations 2006
Male factor subfertility: possible causes and the Impact of nutritional factors. Wong WY et al., Fertil Steril 2000 73:435-442

Idade

Aproximadamente a partir dos 40 anos de idade, a qualidade do esperma começa a deteriorar-se; as mulheres com menos de 30 anos de idade têm menos 25% de oportunidade de engravidar se o seu parceiro tiver mais de 40, em comparação com um parceiro mais jovem. Ao mesmo tempo, há cada vez mais homens na faixa dos 40, que depois de perseguirem a sua carreira, ficam prontos para começar um relacionamento estável e começar uma família. Cada vez mais os homens mais velhos pretendem tornar-se pais; deste modo os homens estão cada vez a esperar mais tempo para iniciar a família. Embora não exista nenhuma mudança real nos homens, é sabido que a diminuição da contagem de espermatozóides e da sua motilidade está relacionada com a idade. Há também uma deterioração significativa da função sexual com o aumento da idade. As alterações cromossómicas (alterações genéticas) estão também relacionadas com a idade dos homens.

Bisfenol A

O bisfenol A (BPA) é um plastificante que é produzido num elevado volume anual, o qual atinge cerca de 4 milhões de toneladas, sendo assim um dos produtos químicos mais produzidos. O BPA é encontrado em muitos alimentos e produtos que consumimos quando estes vêm armazenados em embalagens de plástico (ex.: recipientes para armazenamento de alimentos e bebidas). Também podem ser encontrados vestígios de BPA no revestimento interno de enlatados. De forma preocupante, o BPA também é utilizado na produção de tetinas e biberões para bebé. Investigadores do Michigan demonstraram uma ligação entre as concentrações de bisfenol A em amostras de urina, e as alterações dos níveis de hormonas reprodutivas.
Operários Chineses, que foram expostos ao BPA, demonstraram um aumento da apatia sexual, bem como problemas de ereção e ejaculação. Os pesquisadores americanos comparam as concentrações de BPA na urina de 218 trabalhadores chineses com a sua qualidade espermática.
Os resultados mostraram que as concentrações mais elevadas de BPA aumentaram o risco de diminuição da qualidade do esperma em duas a quatro vezes. Esta concentração aumentada de BPA afetou tanto a vitalidade como a motilidade dos espermatozóides, as quais são essenciais para a fertilização.

Causas externas de infertilidade

Medicação

Medicação

Certas substâncias (tais como os esteroides anabolizantes, medicamentos com efeito estrogénico, progestogénico e androgénico) podem interferir com os mecanismos de regulação do sistema endócrino e, portanto, impactar a fertilidade. Algumas substâncias, tais como agentes citostáticos, antibióticos e imunossupressores podem ter também um efeito tóxico direto sobre as gónadas com inibição da espermatogénese. Tranquilizantes, antidepressivos, anti-hipertensivos, anti-epilépticos e fármacos cardiovasculares, também podem reduzir a libido e a função erétil, e também foram relatados alguns casos de redução da capacidade ejaculatória.
Temperatura: A temperatura testicular normal é de aproximadamente 35 °C. O calor (por exemplo, trabalhadores de aço, assentos aquecidos, motoristas com longos períodos de trabalho, soldadores e utilizadores frequentes de saunas) pode levar a um aumento da temperatura escrotal, tendo por isso mesmo um efeito negativo na fertilidade. Isso pode levar a astenozoospermia, oligozoospermia ou teratozoospermia.