Espermatozóides
de fraca qualidade

Qualidade espermática

Oligozoospermia

Definição: baixa contagem de espermatozoides na ejaculação.
Pode ser devido a:

  • Fraca produção de espermatozoides
  • Sistema de transporte dos espermatozoides encontra-se danificado

Causas para fraca produção:

  • Stresse
  • Infeções
  • Desequilíbrio hormonal
  • Diabetes
  • Cirurgia oncológica
  • Fatores genéticos e ambientais
  • Abuso de drogas e álcool

Causas para o sistema de transporte estar danificado

  • Inflamação
  • Varicocelo (varizes)
  • Condições genéticas

Ajuda através do PROfertil®

  • A utilização do PROfertil® aumentou a densidade espermática em média em 215,5%

Astenozoospermia

Definição: Os espermatozóides apresentam motilidade reduzida.

Ajuda através do PROfertil®

  • PROFertil aumentou o número de espermatozóides com motilidade progressiva em 83,1% no grupo tratamento.
  • A motilidade total (movimento) aumentou em média 36,4%.
  • O aumento da motilidade dos espermatozóides combinado com a melhoria de todos os outros parâmetros espermáticos conduz a um aumento da taxa de fertilização.

 

Qualidade espermática
Fonte: Xenzo (Wikipedia)

Teratozoospermia

Definição: Aumento do grau de anormalidade da forma dos espermatozoides (morfologia dos espermatozoides)

Ajuda através do PROfertil®

  • Através da utilização do PROfertil a morfologia dos espermatozoides melhorou entre -2,4% a 23%

Oligoastenoteratozoospermia (“defeito triplo”)

Oligoastenoteratozoospermia é uma alteração anormal do esperma em três parâmetros:

  • Pouca quantidade de esperma (“oligo”)
  • Baixa motilidade do esperma (“asteno”)
  • Grau elevado de anormalidades na morfologia do esperma (“terato”)

Causado por:

  • Varicocelo
  • Alterações cromossómicas
  • Desequilíbrio hormonal
  • Infeções
  • Medicamentos ou abuso de drogas e álcool

Ajuda através do PROfertil®

  • Melhoria significativa da: densidade, motilidade e morfologia do esperma

Fragmentação do ADN

O espermatozoide é o portador da informação genética – tem que transportar o ADN acondicionado de forma segura para dentro do ovo.

Ajuda através do PROfertil®

  • Os últimos resultados que foram conhecidos em 2012 após um estudo clinico mostram que a infertilidade masculina pode estar também associada à danificação do material genético (fragmentação do ADN). Após 3 meses de tratamento com PROfertil® ocorre um aumento significativo do ADN não danificado de 56% para 74%.

Aspermia: ausência de liquido seminal
Azoospermia: ausência de espermatozóides
Necorzoospermia: todos os espermatozóides ejaculados estão mortos